Carlos Henrique elogia parceria com Plínio e quer se firmar na zaga do Botafogo-SP

Parceiro de Plínio na zaga do Botafogo-SP diante do Bragantino, na estreia do time na Série C do Brasileiro, o defensor Carlos Henrique, formado no clube, recebeu críticas positivas e atribuiu sua atuação à presença do experiente companheiro ao seu lado.

– Sobre o jogo, fiz a minha, já tinha feito contra Santos, São Caetano [no Paulistão], e fica fácil com a experiência do Plínio, trabalhar ao lado dele, ele passa confiança, sem dúvida foi primordial para fazer um jogo tranquilo no sábado – comentou Carlos Henrique em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no Santa Cruz.

Acostumado a “quebrar-galho” como volante ou lateral, o jogador enfim espera ter sequência em sua posição de origem, no miolo central da zaga. O próprio técnico Léo Condé afirmou em coletiva que pretende utilizá-lo mais como zagueiro.

– Fico feliz pelos comentários do Léo, que tem me orientado e ajudado bastante. Espero ter a sequência como zagueiro, mas isso já deixo com o Léo. É o que eu quero, trabalhar na minha posição, mas estou aqui para ajudar, como zagueiro, lateral, o que precisar estarei apto. Espero ter sequência jogando, para ganhar ritmo.

E para permanecer como companheiro de Plínio na zaga, Carlos Henrique terá que superar as concorrências de dois recém-chegados, os zagueiros Marcelinho e Gilberto.

– Espero ter sequência, agarrar minha posição, mas respeitando os companheiros. Todos estão trabalhando. O Léo tem confiança em todos, vai optar por quem estiver melhor. Tenho que fazer meu melhor para estar nessa posição, quero ser zagueiro e mostrar que eu posso ser titular – concluiu Carlos Henrique.

 

Voltar